sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Confissões de um cafézinho.


Não me importa se voce gosta quente,
eu sou frio.
Não me importa se voce gosta frio,
eu sou quente.
Não me importa se voce gosta forte,
eu sou fraco.
Não me importa se voce gosta fraco,
eu sou forte.

O problema é se voce me quiser morno,
ou médio, ou mais ou menos.
Não vou ser.Isso me faz vomitar.
É como você pedir uma xícara meio vazia
e ganhar uma meio cheia.
Apesar delas serem a mesma coisa,
voce não ia gostar.

Nunca irei te agradar totalmente,
apesar de voce raramente ter essa ilusão.
Serei sempre desse jeito,
um cafézinho que 'queimou' a língua do assistente
mas que o patrão reclamou por estar frio.
Forte pra Maria, fraco para o João.
Com leite pro Zé, sem açúcar pro Juca.
doce demais, velho demais, tradicional,
expresso, com chantily.

Cafézinho.

8 comentários:

Paulo disse...

wee

ViHh Franz disse...

How..

10 (y)

renatomaia disse...

orra legal vc escreve bem
parabens!!

Ju disse...

Olá! Muito obrigada pela visita lá no blog :)

Legal o que você escreve, parabéns e sucesso com o blog!

Anônimo disse...

Esse é vc.

Edison Rodrigues disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Edison Rodrigues disse...

retribuindo a visita que fizestes lá no porão que ninguém tira o pó. hehehe

Lembro da vez em que operava uma máquina de expresso.. difícil mesmo era acertar o "carioquinha", mas isso é outro assunto! hehe, interessante leitura pro aqui, saudações dos fajutos de Di Profundis

QG - RPG & CardGames disse...

Café rula total!!!!!