domingo, 22 de março de 2009

Insanidade

Todos os dias, ele chega em casa, liga a TV e assiste ao show de horrores. Uma morte aqui, outra ali, outra lá. Por que você não se importa? Ele sabe que você diz “Mas que coisa horrível. Pobre coitado”, mas no dia seguinte nem se lembra mais.

E é pela sua superficialidade em tudo que ele escreve, filosofa, critica e analisa. E o faz com todas suas forças. Mesmo com a dor e o sofrimento de ser um covarde, um punk, um cachorro louco por glória, um vagabundo fracassado. Insano. Mesmo com a impossibilidade de ser humano. Não importa.

Ele sabia que era somente um perdedor, mas um honrado e com algo na cabeça. Tudo o que queria era mover este impossível pedacinho de luz, que lhe iluminava, em nossa direção.

Mas tudo que ele conseguiu na vida foi “Escritor fracassado suicida-se.” em uma pequena coluna de um jornal impopular. Pobre coitado, nem me lembro o nome dele. Poderia ser Platão, poderia ser Nietzsche, poderia ser Jesus Cristo. Mas nós não quisemos escutar.

Triste luz que se apaga.

7 comentários:

Fernando Guerrero disse...

valeu a visita. show teu blog

JaCoNa disse...

Moço....fikei surpresa e maravilhada!! Vc tem um jeito, um estilo todo pessoal e original de escrever!! Sei lah, me deu uma coisa assiim.... mtu legal! Parabéns, tens talento ;)

Bjaum



http://jaconapacheco.blogspot.com/

Olhar 38 disse...

muito bom mesmo! escreve muito bem, vê-se que faz direito :D
visite se puder:
www.olhar38.blogspot.com

Scarlat Assunção disse...

beelo blog!!! adoreii!!

http://scaassuncao.blogspot.com/

Otto disse...

Olha, não o culpo por não se importar. Mortes e notícias ruins são coisas tão rotineiras que acabam fazendo que você se acostume com isso. A sociologia é uma ótima ferramente pra entender mais sobre isso porque ela desnaturaliza aquilos que estamos acostumados e faz um estudo mais profundo.

Gostei do texto.
Falou. ;)

nando89 disse...

poucas palavras + grandes idéias + escrita impecável = +1 seguidor



se for possivel
http://livenando.blogspot.com/

C. disse...

Intenso e sincero, gostei muito!

www.casadobesouro.blogspot.com