terça-feira, 10 de março de 2009

Sobre vícios sociais.

Alguns dizem que nunca devemos desistir daquilo que queremos. Porém, o caminho para alcançarmos é longo, árduo e cruel. Mesmo assim, não há nada melhor que alcançar o grande desejo. Dias que brilharão em nossas mentes. Dias que nos sentiremos imortais.

Mas, e quando o seu desejo entra em conflito com o meu, com o dele, com o de todos? Nossa realização começa quando a sua acaba. Até que ponto devemos lutar, então? Alguns se cegam tanto com suas paixões e sonhos que não conseguem ver o bem maior. Falam tanta besteira que ficam surdos para quando o dever chama. Orgulho, rancor, má vontade.

Essas, são pessoas que superam tudo com indiferença, tomam conta de ignorar os pesos da consciência, fazendo sua própria vontade. É simples como cantar qualquer refrão. Por isso, não sinto inveja de seu sucesso. Suas causas são infames e vulneráveis. Tornam o homem porco e pobre em valores.

Vivemos em falta de harmonia com a unidade. Temos o necessário, mas não satisfazemos as nossas vontades. Ganância, egoísmo e egocentrismo.

Se não somos capazes de abrir as mãos de privilégios, o bom senso é a simples solução.

8 comentários:

Marton Olympio disse...

Estive em Cuba.
Lá vi como o ser humano também é capaz de ser voluntarioso, sem caprichos e pensando no bem comum.
Se sofre? Muito.
Pq tam,bém nao poder falar o que s epensa é terrível.

Vaidades, vaidades, vaidades...

Parabéns pelo blog.

abraços

http://martonolympio.blogspot.com

Franciele Schaefer disse...

Realmente. O bom senso seria uma boa solução. Mas até que ponto sabemos qual é o bom senso?

Dizem que dos conflitos surge a solução. Não da soma ou acordo dos opostos, justamente do seu confronto. Antítese versos Tese, surge a Síntese.

Não deveria acontecer deste mesmo jeito na sociedade? Mas e aí, viveríamos em conflitos eternos?

Muito bom o texto! Parabéns!
Beijo!

Marquinhos disse...

óia... profundo...

Mente Cuca disse...

Acho que devemos lutar até o momento em que passamos a atingir o bem-estar do próximo.

Acho que uma das poucas coisas que concordo com as religiões, é que todas dizem mais ou menos isso: "Cuide do próximo como a ti mesmo"

Não podemos passar por cima das pessoas visando um objetivo (por mais felicidade que este possa nos trazer).

Agora, tirando isso. Vale tudo para se chegar ao topo :D Entenda com isso: determinação, coragem e esforço ;)

Grande abraço.

Espero sua visita:

BLOG MENTE CUCA
http://mentecuca.blogspot.com/

Sun Day Afternoon disse...

éh sem dúvida um texto profundo e complexo que pode ser analisado de diversas maneiras...

Sem dúvida um escritor talentoso... Parabéns pelo blog é maravilhoso...

Kapilo! disse...

Muito bom o texto Telles...mas parece que você está revoltado com a vida hein hahaha um pouco de otimismo cai bem =D!

deixando a brincadeira de lado...parabéns, legal o seu blog.

abraços!

Seba disse...

Desabafo!

É isso.... solte suas feras!!!

até

Paulo Maletzke disse...

Parabéns pelo seu blog brother!!!
Abração entra lá no meu.
Entrem e Comentem :
http://zumptv.blogspot.com/